quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Traficante que vendia cocaína perto de terminal de Curitiba é preso

traficante-cic-200814-bandab
Um traficante foi flagrado pela Guarda Municipal próximo ao terminal da Cidade Industrial de Curitiba (CIC) na tarde desta quarta-feira (20). Alexsandro Figueiredo tinha com ele 10 buchas de cocaína, prontas para a venda.

Os guardas municipais Lázaro e Moraes realizavam patrulha na região quando se depararam com o jovem, em atitude suspeita. Além da droga, eles apreenderam também pouco mais de R$ 50 em dinheiro.
O rapaz foi encaminhado para a delegacia, onde deve ser autuado por tráfico de drogas.

Fonte:  http://www.bandab.com.br/

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Guarda Civil de Santo André forma 22 professores no Método Giraldi




No dia 30 de julho foi realizado ocorreu a Solenidade de Formatura do Guardas Civis de Santo André que se tornaram professores do Método Giraldi (Tiro Defensivo na Preservação da Vida). O Método Giraldi, foi criado por um Coronel da Polícia Militar do Estado de SP, o Coronel Nilson Giraldi, a mais de dez anos esse método espalhou-se pelo Brasil, sendo um dos treinamentos mais eficazes no que tange a preservação da vida.
Tenente Coronel Carlos Alberto (Supervisor do Método), Nilson Giraldi (criador) e Major Edson Lima (professor e comandante da Gcm de Santo André)
Desenvolvido com as finalidades de ensinar o policial a regressar íntegro para o lar e preservar sua vida e liberdade, além de utilizar adequadamente sua arma de fogo para servir e proteger a sociedade e a ele próprio, o curso de Professores de Tiro Defensivo na Preservação da Vida – Método Giraldi, realizado entre os meses de março e novembro do ano passado Não existe casos de morte, desde a criação do método, quando o mesmo é aplicado. Além de ser reconhecido e aprovado pela ONU (Organização das Nações Unidas), Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Polícia Comunitária Internacional, Direitos Humanos Internacionais, Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) e pelos órgãos de polícias nacionais e internacionais., o Método Giraldi, começou a ser aplicado por outras polícias. Agora A Guarda Civil de Santo André passou a adota-la, formando 21 professores, que terão a missão de repassar esse treinamento ao efetivo da corporação. 
A formatura ocorreu no Centro de Formação de Professores Clarice Lispector, com a presença de diversas autoridades entre políticos e representantes das Polícias Civis, Militares, Corpo de Bombeiro, Exército Brasileiro e Guardas Municipais da região. Foi exibido um vídeo dos alunos, mostrando como foi o treinamento realizado. Durante a solenidade, foi realizado uma dramatização de uma ocorrência envolvendo troca de tiro e reféns para o público presente, onde o Coronel Giraldi explicava passo a passo o método sendo aplicado. 
Diversas pessoas que colaboraram para a realização desse curso, foram homenageadas com diplomas de honra ao mérito e amigos da guarda.
Um momento marcante da solenidade, foi a homenagem póstuma ao 1ªcl Bonifácio, que era um dos alunos, mas acabou falecendo após um acidente pessoal. 
Também foram homenageados os destaques do curso, Gcm’s que ficaram em 3º, 2º e 1º lugar respectivamente. 
Ponto alto da cerimônia foi a entrega dos Brevês do Método, pelos padrinhos dos formandos, coroando assim os novos professores do Método.

Por fim o Coronel Nilson Giraldi, entregou ao Secretário de Segurança Pública Urbana e Comunitária, Coronel Navarro, à autorização por escrito e firmada em cartório, ortogando o direito ao uso do Método pela Guarda Civil Municipal de Santo André.
Veja o vídeo de como foi a Solenidade:

Denarc e Guarda Municipal de Curitiba realizam operação contra o tráfico de drogas


Na noite das últimas três sextas-feiras (18/07, 25/07 e 01/08), policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Divisão Policial da Capital (DPCap), com apoio dos cães farejadores do Canil da Denarc, em conjunto com a Guarda Municipal de Curitiba, Vigilância Sanitária e Setran realizaram operações. Os objetivos foram combater o tráfico de drogas, autuar e fechar bares com alvará de funcionamento fora do prazo de validade ou mesmo sem alvará, bem como abordagem de veículos e fiscalização de carros estacionados irregularmente na região central de Curitiba e nos bairros do Boa Vista e Santa Cândida, e Guabirotuba.

Como resultado da ação, foram conduzidos ao 1.º Distrito Policial dezessete pessoas portando drogas ilícitas para lavratura de Termo Circunstanciado. Dois motoristas flagrados em estado de embriaguez foram encaminhados à Delegacia de Delitos de Trânsito, e dois adolescentes, um portando droga e outro com mandados de busca e apreensão expedidos, foram conduzidos à Delegacia do Adolescente. 

Além disso, vários bares foram autuados, 27 veículos foram guinchados e aproximadamente 61 veículos notificados, por estarem em situação irregular.

Segundo informações da Denarc, estas operações de fiscalização urbana serão cada vez mais recorrentes. A população pode colaborar, de forma anônima, informando sobre o tráfico de drogas na região central de Curitiba pelo telefone 181 – Disque-denúncia ou diretamente para a Denarc no telefone (41) 3270-1700.


Fonte:  http://www.bemparana.com.br

terça-feira, 5 de agosto de 2014

MPF e PM contestam lei que dá poder de polícia às guardas municipais



O Ministério Público Federal e os comandantes das Polícias Militares do país contestam a constitucionalidade de uma lei, aprovada em julho no Congresso, que amplia os poderes das guardas civis, estendendo a elas o poder de polícia e também o porte de armas. A presidente Dilma Rousseff tem até o dia 8 de agosto para sancionar a lei, com ou sem vetos.
Segundo o IBGE, em 2012, entre os 5.565 municípios do país, 993  possuíam guardas – 27 estavam em cidades com menos de 5 mil habitantes.
Na prática, a nova lei autoriza esses profissionais a atuarem não apenas na segurança patrimonial (de bens, serviços e instalações), mas também na preservação da vida, na proteção da população e no patrulhamento preventivo. Além disso, a lei atende à reivindicação da categoria ao estruturá-la em carreira única, com progressão funcional e ocupação de cargos em comissão somente pelos próprios agentes.

Ao G1, o subprocurador-geral da República, Mario Bonsaglia, afirmou que o texto cria “polícias municipais”, o que, no entendimento dele, é proibido pela Constituição, que prevê que a tarefa de segurança pública cabe exclusivamente aos estados e à federação.


“Minha impressão é que houve extrapolamento do texto constitucional, que diz que as funções da guarda são de mera proteção de bens, serviços e prédios municipais. Na prática, ela vira polícia e aí temos uma violação. E o que é mais grave: ser uma instituição armada sem o controle externo do Ministério Público, pois a Constituição não prevê isso”, disse Bonsaglia, que preside a câmara nacional do MPF responsável pelo controle externo da atividade policial e do sistema prisional no país.
“Há um risco em, ao dar às guardas um papel que extrapola suas funções, que haja interferência em políticas locais”, destaca o subprocurador-geral da República, acrescentando que o projeto de lei vai além dos limites da Constituição.
"Uma polícia municipal não pode ser criada por projeto de lei, mas por proposta de emenda constitucional. Os municípios não têm este poder", diz Bonsaglia, que aguarda a posição da Presidência para enviar ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, uma análise da inconstitucionalidade do texto.
O Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das PMs também contesta a lei. "É evidente que melhorias na segurança precisam acontecer, mas nos parece mais uma medida de cunho corporativo do que uma solução para segurança pública", afirma o presidente da entidade, coronel Márcio Martins Sant'Ana, comandante da PM de Minas Gerais.
Ele acredita que a lei pode atrapalhar em vez de ajudar. "São grandes efetivos que podem não ter treinamento, qualificação e controle para isso. Daí a solução vira problema”, ressalta o comandante da PM de Minas Gerais.
Para o jurista Ives Gandra Martins, o artigo 144 da Constituição aponta que segurança pública é responsabilidade das policiais estaduais, federais e do Corpo de Bombeiros. “Para que a guarda haja em suplementação às atividades da polícia, é necessário uma emenda constitucional", destaca ele.
Regulamentação
Segundo a secretaria nacional de segurança pública (Senasp), Regina Miki, o projeto de autoria do Ministério da Justiça tem por objetivo “regulamentar o que as guardas podem ou não fazer”. Ela negou a intenção de usurpações de funções das polícias estaduais e federais e a intenção de dotar de poder de polícia.


“Nosso objetivo não era transformar a guarda em polícia. O que saiu do ministério foi um estatuto para regulamentar as atividades que eles já estão fazendo e que não tinham uma regulamentação”, afirma Regina.
Ela entende que o projeto de lei nº 39 de 2014 da Câmara, chamado de "Estatuto Geral das Guardas Municipais", traz "segurança para o profissional e para a sociedade". "Não vou entrar em pormenores do texto porque ainda tem que ser sancionado”.
O autor do projeto da lei na Câmara, deputado Arnaldo Faria de Sá, afirmou categoricamente que a ideia era, sim, transferir o policiamento aos municípios: “este realmente é o objetivo, criar uma polícia municipal. As PMs são estaduais. Já as guardas são locais e fortalecem o vínculo comunitário”, diz ele.

O porte de armas para a categoria é regulamentado pelo Estatuto do Desarmamento, de 2003, que prevê que os municípios de mais de 50 mil habitantes tenham direito a porte de arma institucional. A norma também vale em cidades de regiões metropolitanas e capitais com mais de 500 mil habitantes.

Positivo
Já o presidente da Associação Brasileira de Guardas, Ezequiel Farias, entende que a norma só regulamenta o que já está sendo feito na prática. “O que está escrito no texto é o que a guarda já executa no dia a dia, não é inovação nenhuma."

Segundo Farias, "o que ocorre é que há um lobby da PM, que quer monopolizar a segurança pública e acaba prejudicando a população. Isso é um desserviço, tem trabalho para todo mundo". Ele aponta pontos positivos da lei, como a criação do número telefônico nacional 153,  exclusivo para atendimento do órgão.
Bruno Langeani, coordenador da ONG Sou da Paz, aponta que a lei provoca um “vácuo onde ninguém está atuando”, como a segurança de escolas e mediação de conflitos. Já o responsável pela área na Viva Rio, o ex-comandante da PM do Rio Ubiratan Ângelo, concorda que, na prática, em muitas cidades, a guarda já realiza ações policiais.
“Com certeza elas não estão preparadas hoje para isso, pois não foram criadas com este fim. Mas podem se preparar. O texto comete um equívoco importante, ao me ver, ao dizer que a guarda tem que ser obrigatoriamente uma instituição armada”, defende ele.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

VEJA COMO REMOVER VÍRUS DE FACEBOOK: COMO PERDER PESO COM SAÚDE

A melhor maneira de se prevenir é nunca, mas nunca mesmo clicar em um link sem se certificar antes que ele é seguro. 
 Há alguns dias tem circulado pelo Facebook uma mensagem com título que chamam a atenção do usuário, induzindo ao clique, que na verdade são iscas para instalar um Adware no seu computador, um tipo de vírus que serve para exibir publicidade sem autorização e que podem ser usados como Spyware transmitindo informações sobre o usuário.
 
 Na verdade não foi seu amigo que o enviou, mas o computador dele que está infectado e que na sequência irá infectar o seu computador e de quem mais clicar nos links.
 Sim, por mais que você negue, em algum momento clicou no link, ainda que sem querer. Como ele fica instalado no navegador, pode ter sido também uma outra pessoas que compartilhe com você o uso. A melhor maneira de se prevenir é nunca, mas nunca mesmo clicar em um link sem se certificar antes que ele é seguro. Bem, por padrão, devemos ter o hábito perguntar ao colega se foi ele mesmo que mandou o link antes de abrir.
Os golpes mais conhecidos aparecem com assuntos do tipo “troque a cor do seu perfil”, “veja quem te visitou”, “adicione música ao perfil”, ou até mesmo usando de notícias de tragédias, como a do caso da queda do avião n Ucrânia.
 

Facebook pode banir usuários

 A forma é a mesma para a maioria dos adware disseminados nas redes sociais.

 1- Vá nas extensões do seu navegador: as extensões ficam na configuração do seu navegador.

 Extensões são programas que se integram ao browser (navegador de internet) para acrescentar ou modificar suas funções. Elas não funcionam como um programa comum fora do browser, apenas integradas a ele. Os principais navegadores modernos conseguem instalar extensões, mas é mais comum que ataques desse tipo sejam direcionados ao Firefox, Chrome ou Opera.

 2- Remova as extensões que você não use mais ou que não reconheça a instalação

 As mais comuns causadoras de problemas atendem por: 

  • Chrome service pack 
  • Mozilla service pack
  • Facebook update
  • Facebook service pack 6.0 , 
  • Webcake 1.00.01 
  • fbsecpack2.9

     Se tiver dificuldade, ou não souber onde encontrar as extensões no seu navegador sugerimos a leitura do texto publicado no Linha Defensiva.
      
    3- Execute um programa anti vírus que faça a varredura contra esse tipo de ameaça

     Sugerimos um dos programas abaixo:


terça-feira, 22 de julho de 2014

Guarda Municipal de Pinhais prende assaltantes de "saidinha de banco"


Na tarde desta segunda-feira (21) um cliente de uma agência bancária de Quatro Barras foi assaltado ao sair do banco. Os dois assaltantes estavam em uma motocicleta preta e se evadiram do local. A Polícia Militar foi acionada e, automaticamente, comunicou a Guarda Municipal de Pinhais (GM).
Assim que os assaltantes passaram pela Estrada da Graciosa, as câmeras da GM colaboraram para que fossem localizados. Teve início assim uma perseguição, que seguiu da Avenida Jacob Macanhan até a Avenida da Integração, divida entre Pinhais e o Bairro Alto, em Curitiba. Neste momento, a equipe do Tático da GM foi surpreendida com tiros, na troca um dos assaltantes foi baleado, sendo encaminhado ao hospital, na sequência.
O outro assaltante foi preso e conduzido a Delegacia de Pinhais. Também foram apreendidas duas armas, uma pistola 380 e um revólver calibre 38, além disso, o dinheiro foi recuperado e devolvido a vítima do assalto.
O superintende da Guarda Municipal de Pinhais, José Arildo de Oliveira, destacou que as operações conjuntas entre o comando e a PM reforçam e garantem a segurança da população, gerando resultados satisfatórios, como o de hoje. "Quem ganha é a população, por isso é importante que, em paralelo às operações, seja feitas denúncias, tanto para a Guarda quanto para a Polícia, para que assim reforcemos o monitoramento para inibir ações criminosas de qualquer natureza", ressaltou.