sexta-feira, 3 de agosto de 2012

É o fim da picada II !!!

Clique para ampliar.

Blogger Rejane Soldani disse...
Hely Lopes Meirelles diz que “denomina-se motivação a exposição ou a indicação por escrito dos fatos e dos fundamentos jurídicos do ato”. Motivar significa apresentar e explicar, de maneira clara e congruente, os elementos que ensejaram o convencimento da autoridade, indicando os fatos e os fundamentos jurídicos que foram considerados.
Como bem ressalta Celso Antônio Bandeira de Mello, a motivação:
“Integra a “formalização” do ato, sendo um requisito formalístico dele. É a exposição dos motivos, a fundamentação na qual são enunciados a regra de Direito habilitante, os fatos em que o agente se estribou para decidir e, muitas vezes, obrigatoriamente, a enunciação da relação de pertinência lógica entre os fatos ocorridos e o ato praticado. Não basta, pois, em uma imensa variedade de hipóteses, apenas aludir ao dispositivo legal que o agente tomou com base para editar o ato. Na motivação transparece aquilo que o agente apresenta como “causa” do ato administrativo [...]”.
Supervisor Aparecido, o que quis dizer citando estes doutrinadores é que o ato administrativo tem que ser claramente motivado e justificado, e realizado a bem do interesse público, itens que não consigo visualizar em tal documento.
A assessoria jurídica do Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba encontra-se a sua inteira disposição.Aguardamos contato.
3 de agosto de 2012 21:24
Excluir
Anônimo gm nunes camargo disse...
no dia 01/08/12 eu gm nunes camargo apoio da vtr-34 e meu motorista gm montagnini fomos fechados e quase prensados por um biarticulado na canaleta da marechal floriano, devido a confusão causada pelo motorista do onibus que não quiz se identificar e que instigou todos os passageiros contra a equipe, eu pedi ao inspetor de dia que viesse dar apoio no local pois o motorista já havia pedido apoio ao sindicato-sindmoc contando toda uma história se passando por vítima, o inspetor, como era de se esperar, não compareceu no local e passou a bola para o supervisor da área, no caso da matriz, como estava demorando pra chegar e como a confusão estava formada pedi apoio ao supervisor aparecido que se deslocou da regional bq e também por ser meu supervisor direto. resumindo, quase fomos literalmente atropelados por um biarticulado o inspetor de dia não quiz dar a cara a tapa na ocorrência meu chefe direto, no caso o sup. aparecido vem em apoio e oque acontece? todos somos envolvidos em um processo sumário e somos destituídos de nossas funções. esses são nossos comandantes e chefes que punem quem trabalha e defende interesses de pessoas alheia ao nosso meio.
3 de agosto de 2012 22:35
Excluir
Anônimo gm nunes camargo disse...
só para que saibam, em documento enviado pelo secretário ao inspetor chefe do nrds-bq o secretário frisa em negrito orientando o chefe de núcleo que troque os gm's nunes camargo e montagnini e Supervisor Aparecido imediatamente do posto e em negrito deixa claro que não escale os dois em escala de viatura ou de moto.

Anônimo gm nunes camargo disse...
corrigindo antes que tenham pretexto pra novas perseguições, o documento é foi enviado pelo diretor da gm em exercício, insp. sicarlos não pelo secretário.

corrigindo antes que tenham pretexto pra novas perseguições, o documento é foi enviado pelo diretor da gm em exercício, insp. sicarlos não pelo secretário.
5 de agosto de 2012 20:52
Excluir
Anônimo Anônimo disse...
É uma inversão total de valores. Nossa fé pública como funcionario público inexiste para a essa administração. Já saimos todos pré julgados de qualquer situação que envolva GMs. Tem GMs envolvidos? Então punam o GM.
Lamentável nossa atual situação. Que em outubro as urnas nos de uma nova esperança, uma sobrevida, pois começo a ver meu futuro fora da GMC. Do jeito que aqui esta não da pra continuar.

E, se for pra ficar em VTR sem apoio, "amendrotados" pelo sistema é melhor ficar longe de VTR mesmo!

GM Montagnini
6 de agosto de 2012 12:08
Excluir
Blogger Isaías disse...
Aplicando a física ao caso:

TODA ação [injusta deve] causa[r] uma reação oposta [justa] em direção oposta.

Ou seja, leve o caso à Justiça, porque esse ato não é só contra você, mas contra todo profissional dentro dessa instituição que age motivado pelo seu senso de correção.

E quanto ao notes, foi salvo?
6 de agosto de 2012 12:14
Excluir
Anônimo Anônimo disse...
Respondendo ao Isaias, sim.

E ainda nós somos os errados: mais um acidente, algo que ja esta virando rotina aqui em Curitba. Inclusive o biarticulado "vermelhão" ja ganhou um apelido curioso: "vina assassina"...

http://bandab.pron.com.br/jornalismo/professora-fica-ferida-depois-de-grave-colisao-com-onibus-no-pinheirinho-41394/

GM Montagnini

7 comentários:

Rejane Soldani disse...

Hely Lopes Meirelles diz que “denomina-se motivação a exposição ou a indicação por escrito dos fatos e dos fundamentos jurídicos do ato”. Motivar significa apresentar e explicar, de maneira clara e congruente, os elementos que ensejaram o convencimento da autoridade, indicando os fatos e os fundamentos jurídicos que foram considerados.
Como bem ressalta Celso Antônio Bandeira de Mello, a motivação:
“Integra a “formalização” do ato, sendo um requisito formalístico dele. É a exposição dos motivos, a fundamentação na qual são enunciados a regra de Direito habilitante, os fatos em que o agente se estribou para decidir e, muitas vezes, obrigatoriamente, a enunciação da relação de pertinência lógica entre os fatos ocorridos e o ato praticado. Não basta, pois, em uma imensa variedade de hipóteses, apenas aludir ao dispositivo legal que o agente tomou com base para editar o ato. Na motivação transparece aquilo que o agente apresenta como “causa” do ato administrativo [...]”.
Supervisor Aparecido, o que quis dizer citando estes doutrinadores é que o ato administrativo tem que ser claramente motivado e justificado, e realizado a bem do interesse público, itens que não consigo visualizar em tal documento.
A assessoria jurídica do Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba encontra-se a sua inteira disposição.Aguardamos contato.

gm nunes camargo disse...

no dia 01/08/12 eu gm nunes camargo apoio da vtr-34 e meu motorista gm montagnini fomos fechados e quase prensados por um biarticulado na canaleta da marechal floriano, devido a confusão causada pelo motorista do onibus que não quiz se identificar e que instigou todos os passageiros contra a equipe, eu pedi ao inspetor de dia que viesse dar apoio no local pois o motorista já havia pedido apoio ao sindicato-sindmoc contando toda uma história se passando por vítima, o inspetor, como era de se esperar, não compareceu no local e passou a bola para o supervisor da área, no caso da matriz, como estava demorando pra chegar e como a confusão estava formada pedi apoio ao supervisor aparecido que se deslocou da regional bq e também por ser meu supervisor direto. resumindo, quase fomos literalmente atropelados por um biarticulado o inspetor de dia não quiz dar a cara a tapa na ocorrência meu chefe direto, no caso o sup. aparecido vem em apoio e oque acontece? todos somos envolvidos em um processo sumário e somos destituídos de nossas funções. esses são nossos comandantes e chefes que punem quem trabalha e defende interesses de pessoas alheia ao nosso meio.

gm nunes camargo disse...

só para que saibam, em documento enviado pelo secretário ao inspetor chefe do nrds-bq o secretário frisa em negrito orientando o chefe de núcleo que troque os gm's nunes camargo e montagnini imediatamente do posto e em negrito deixa claro que não escale os dois em escala de viatura ou de moto.

gm nunes camargo disse...

corrigindo antes que tenham pretexto pra novas perseguições, o documento é foi enviado pelo diretor da gm em exercício, insp. sicarlos não pelo secretário.

Anônimo disse...

É uma inversão total de valores. Nossa fé pública como funcionario público inexiste para a essa administração. Já saimos todos pré julgados de qualquer situação que envolva GMs. Tem GMs envolvidos? Então punam o GM.
Lamentável nossa atual situação. Que em outubro as urnas nos de uma nova esperança, uma sobrevida, pois começo a ver meu futuro fora da GMC. Do jeito que aqui esta não da pra continuar.

E, se for pra ficar em VTR sem apoio, "amendrotados" pelo sistema é melhor ficar longe de VTR mesmo!

GM Montagnini

Isaías disse...

Aplicando a física ao caso:

TODA ação [injusta deve] causa[r] uma reação oposta [justa] em direção oposta.

Ou seja, leve o caso à Justiça, porque esse ato não é só contra você, mas contra todo profissional dentro dessa instituição que age motivado pelo seu senso de correção.

E quanto ao notes, foi salvo?

Anônimo disse...

Respondendo ao Isaias, sim.

E ainda nós somos os errados: mais um acidente, algo que ja esta virando rotina aqui em Curitba. Inclusive o biarticulado "vermelhão" ja ganhou um apelido curioso: "vina assassina"...

http://bandab.pron.com.br/jornalismo/professora-fica-ferida-depois-de-grave-colisao-com-onibus-no-pinheirinho-41394/

GM Montagnini